segunda-feira, 18 de outubro de 2010

17/10/2010 - 47ª Volta da USP

Domingão de Sol, local arborizado, nem a entrada do horário de verão atrapalhou esse belo programa matutino. Como diria o cara da TV, "que beleza!" (mas, aqui, no sentido literal).
Cheguei bem cedo à USP pois não sabia que poderia estacionar lá dentro. Felizmente podia, e parei o possante perto do Velódromo, local de largada e chegada.
Como não tinha nada pra fazer além de esperar, fiquei zanzando por ali, tentando encontrar algum conhecido. Me causou uma certa tristeza ver o estado degradado das instalações do velódromo, bem como a pista de atletismo do Cepeusp. Uma pena.
Nesta edição da Volta da USP, diferente de 2006, havia uma quantidade grande de participantes, mesmo com outras duas provas concorrendo na cidade de São Paulo.
Por volta das 8h alguns colegas desinformados ficaram meio espantados quando lhes informei que a largada era às 9h. Acho que o medo da mudança de horário causou uma antecipação desnecessária em algumas pessoas.
Pouco depois vejo o Jack chegando na arena, e ficamos batendo papo até a hora da largada. Não encontrei o Claudião Dundes mas, já na baia de largada consegui, finalmente, conhecer pessoalmente o grande Joka.
Trocamos umas ideias rápidas, mas já estávamos quase na hora da largada. O doidão queria que eu largasse ali com ele, quase com o peito na faixa, mas achei mais seguro ir pro fundão com o Jack rsrs
Logo soou a buzina e fomos para mais uma peleja. O Jack comentou sobre o calor e foi embora. De fato, até aquele momento eu não havia notado, mas o calor estava perceptível e chegou a incomodar um pouco. Mas o maior problema, para mim, foi a quase ausência de treinos nos últimos 50 dias.
Consciente de que o percurso é técnico, mesmo numa distância tranquila, fui administrando meu ritmo de acordo com minha realidade.
Na avenida da Raia fui aquecendo e sentindo minhas condições. A grande reta horizontal ajudou nesse processo inicial.
A subida entre a Poli e o Bosque, embora suave, mas longa, foi o primeiro trecho onde precisei usar de cautela e reduzir a velocidade.
Logo depois de passarmos ao lado da Física e do Inst. Oceanográfico vem o maior desafio da corrida, a subida da Biologia, pela rua do Matão. Se não posso dizer que subi bem, pelo menos não fui mal. O controle de chip neste trecho, para coibir eventuais corredores furões, foi um ponto positivo para a organização. Outro ponto para ela foi o farto e eficiente abastecimento de água.
Ao chegarmos "lá em cima", temos na sequência uma bela e longa descida. Aproveitei o embalo e "colei" num garoto que usava gorro (!?!). Descemos "no pau", mas dentro do aceitável e sem por em risco meus joelhos.
No fim da descida eu deixei o guri ir embora, pois voltei ao ritmo condizente à minha realidade. Passamos ao lado da FAU e do IME, voltando pela avenida que beira a FEA e a ECA.
Nesta avenida ainda encaramos uma curta subidinha e, consequentemente, uma descidinha logo depois. Nessa descidinha deixei para trás o garoto de gorro.
Eu não estava disputando nada com ninguém. Até tentei "duelar" com alguns corredores próximos, mas esse não era um dia propício para isso.
Depois de passarmos pelo Cepeusp, com menos de 2km para o fim da prova, pensei em forçar o ritmo, mas não consegui baixar minhas parciais. Já entrando no velódromo, um cara que eu estava ultrapassando aos poucos reagiu a um terceiro corredor que nos passou, e eu nem consegui contra-atacar. Tudo bem, fica para outro dia.
Fechei a prova na casa dos 54min. Fiquei satisfeito com o tempo, mesmo porque não tinha nenhuma meta estabelecida.
Não encontrei ninguém após a chegada, e fui embora.
Neste próximo domingo, 24/10/2010, vou correr no clube Jaraguá. Novamente 10km.
ua

Compartilhar

10 comentários:

claudio dundes disse...

Fabão,

Não consegui fazer o longão no sábado, por causa de uma dor no peito do pé. Encerrei com 18km e fiz o longo no domingo. De última hora eu resolvi não ir para a USP, porque eu não estava me sentindo mentalmente preparado para ficar rodando sozinho dentro da usp após a prova.

Desculpe ter furado, meu amigo, mas a minha decisão foi acertada. A minha decisão foi um divisor da águas. Consegui treinar o que não se consegue fazer na USP.

Um enorme abraço e uma tristeza não poder revê-lo. É sempre um prazer. Ontem mesmo, durante o treino eu falava de você para Elis: um cara educado, na essência do ser, e companheiro dos amigos!

Espero poder ter mais chances de revê-lo.

Fábio Namiuti disse...

Qué beléééza, Fabão! Parabéns por mais uma corrida completada nesse seu imbatível currículo. Essa pareceu bem interessante. Apesar de meio traumatizado pelo excesso de USP na maratona, quem sabe um dia eu vá conhecer também.

Abraço e boa semana!

F.N.

G.M. disse...

Fabão,
Se mesmo sem o treino necessário, você faz 54 min na Volta da USP, o que dirá da maratona de SP 2011 !
Parabéns pelo excelente tempo e boa sorte na maratona do ano que vem.
Ass.: Guilherme.

Fabio Matheus disse...

Sempre bom correr uma competição, mesmo sendo na USP, que como citou o Namiuti, me dá frio na espinha só de lembrar da Maratona de SP. Falando nisso, vamos 2011? Eu estou pensativo ainda.

Parabens e vamos em frente.

Abraço

Fabão disse...

Claudião, não precisa se desculpar.
O importante é que seu longão foi um sucesso.
Fica prá próxima.
Deus te abençoe nessa reta final para Curitiba.
ua

Fabão disse...

Xará Namiuti, esta Volta da USP é um desafio bacana, principalmente pois não é difícil vencê-lo rsrs
Mas se a região não traz boas recordações, recomendo vir apenas em 2013 para a edição de número 50. Esta é uma boa para ter no currículo.
ua

Fabão disse...

Então, Guilherme, já estou começando a planejar a MSP 2011. A princípio não é para fazer um tempo espetacular, mas com certeza quero - pelo menos - melhorar o de 2010, que foi bem fraquinho rsrs
Quero ver se até metade de novembro volto a fazer alguns treinos longos aos domingos, inclusive saindo daquele circuitinho fácil onde corremos e encarando as verdadeiras ladeiras de Alphaville. Vamos ver...
ua

Fabão disse...

Xará Matheus, a MSP 2011 está nos planos sim. Gozado, mesmo tendo quase passado mal bem no trecho da USP, não fiquei com trauma, não. Acho que a USP já foi pior na MSP, pois era um grande deserto onde as pessoas corriam vários km da maratona muito solitárias. Eu achei a av. Esc. Politécnica bem pior que a USP, pois não tinha sombra.
Pense bem, e vamos encarar essa!
Acho que esta nova data - 19/06/2011 - será bem melhor que a deste ano. A chance de estar menos quente é alta.
ua

Katryny disse...

Ei Fabao, achei seu blog novamente, como fiz uma gambiarra para mudar o nome do meu blog acabei perdendo minha lista de blogs :)
Muito legar ter conhecido o Joka, eh sempre muito bom conhecer nossos amigos virtuais.
Grande abraço

Fabão disse...

Valeu, Katryny
Preciso ver onde está seu novo blog para marcá-lo corretamente.
Bons treinos, e bom fim de ano.
bjs